Por meio deste texto, o Núcleo do Hip Hop de Viamão (NH2V) vem repudiar 
as atitudes autoritárias e desrespeitosas da Prefeitura de Viamão, da Guarda 
Municipal e da Brigada Militar contra nosso evento de domingo na praça da 
Santa Isabel.

Viamão é uma cidade pobre, onde as favelas e as vilas se espalham pelo 
território do município, o Núcleo do Hip Hop de Viamão surge com a 
proposta de dar vida à cultura e trazer incentivos de luta e conscientização 
para as comunidades pobres da cidade, tendo em vista que os governantes de 
Viamão fazem pouca coisa pelo bem estar de seus cidadãos. A juventude 
está abandonada dentro de um quadro de risco e violência, jogada à rua para 
os incentivos do crime, das drogas e dos homicídios. 

O NH2V surge como um movimento social de periferia, em busca de 
incentivar o povo à se conscientizar e buscar sua emancipação, buscar 
transformações na sociedade.

No domingo dia 22/06, realizamos o evento "2° Frente Cultural NH2V – 
Copa para os ricos, para os pobres exclusão", na praça da Santa Isabel. 
O dia estava lindo, a praça estava cheia de famílias e crianças, logo no 
início do evento percebemos a grande presença de soldados da Guarda 
Municipal, da Brigada Militar e de 2 viaturas da Polícia Civil, que nos 
olhavam feio e já criavam um clima de intimidação. Um integrante do 
NH2V passou pelos guardas no banheiro e eles falaram olhando para 
ele que "seu dedo estava coçando". O movimento da polícia neste dia 
foi grande, como nunca se tinha visto antes tantos policiais na praça.

Por volta das 15:30 iniciamos um debate sobre a Copa do Mundo, com 
microfone aberto para toda a comunidade presente na praça. Várias 
pessoas da cidade pegaram o microfone e expressaram para toda a praça 
suas realidades, suas injustiças, suas insatisfações com essa política do 
Estado de priorizar a Copa e as elites ricas muito mais que seu povo. Foi 
um bonito momento, onde a população refletiu e parou para dialogarmos, 
para nos ouvirmos e PARA TERMOS VOZ.

Depois do debate, teve a apresentação de teatro de rua com o grupo 
Cambada Levanta Favela, uma bela apresentação, onde se reuniram umas 
200 pessoas, crianças, idosos, famílias, que se divertiram, se informavam e 
sorriam. As pessoas presentes pediam nossos panfletos e agradeciam pelo 
evento, nos diziam que eventos como este deveriam acontecer mais na região. 
Depois do teatro, iamos dar início aos shows de 8 grupos de rap, mas a polícia 
começou a se aglomerar e pressionar para o final do evento. Perguntamos no 
microfone e a comunidade inteira expressou sua vontade de que o evento 
continuasse, assim o primeiro grupo começou a cantar. Os guardas da GM e 
da BM se reuniram, formaram uma linha e se aproximavam pelas costas do 
público, num clima de agressividade e intimidação mesmo com a presença de 
crianças e jovens, arrancaram os fios dos equipamentos e ameaçam. A 
comunidade presente inteira vaiou os policiais, o pessoal se revoltou, o clima 
ficou tenso e houve discussão. Deixamos bem claro que em nossos eventos 
nunca houve qualquer tipo de tumulto ou problemas que justifique a presença 
massiva de policiais na praça naquele dia.

A Prefeitura de Viamão, especialmente o Gabinete do Prefeito, vive sempre à 
dificultar a realização das atividades do Núcleo do Hip Hop de Viamão e outros 
grupos culturais da cidade. A prefeitura cobra uma licença de uso da praça, 
artifício este que dá à prefeitura o poder de censurar a população, o que é ilegal 
e inconstuticional, além de que a praça é um bem do povo, mantida e construída 
com os impostos da população. Querem eles escolher o que o povo pode dizer 
em público, ou pior, querem eles um povo sem cultura e sem consciência para 
ser explorado e pisado mais facilmente. 

Neste último evento, o chefe do gabinete do prefeito demorou praticamente um 
mês para responder o nosso pedido de uso da praça e só liberou porque ele 
simplesmente não leu e o deixou jogado no meio da papelada, pois talvez para 
ele não seja importante.

A Prefeitura de Viamão está hospedando a seleção de futebol do Equador, foram 
gastos mais de 1 milhão de reais só para asfaltar o caminho do ônibus do 
Equador para seu Hotel Fazenda (asfalto o qual à anos a população pedia, sem 
ser ouvida), para o povo eles dão ruas de terra e lama. Gastaram dinheiro com 
instalações de telões que nem sequer estão ligados para exibir jogos, gastos com 
materiais e tinta para pintar a cidade de amarelo e azul e com panfletos de 
divulgação do fato. Para a população da cidade não existe o menor BENEFÍCIO 
em receber a seleção do Equador. As crianças brincam de pés descalços no 
esgoto, os postos de saúde estão superlotados e as escolas sucateadas. 

A verba anual para a cultura é equivalente à 5% do que o valor que a prefeitura 
gastou no asfalto do Equador, sem falar nas diversas necessidades que o povo 
tem e os políticos ignoram. Isto deixa claro que a Prefeitura de Viamão não 
governa pensando no bem estar do seu povo, mas sim pensando em atender 
seus interesses pessoais e os interesses obscuros dos ricos que os financiam 
eleitoralmente. "Cidade Seleção" ?, só pode ser piada.

Deixo aqui expresso nosso repúdio à qualquer tipo de censura, aos abusos 
daqueles que são os detentores do poder e à todos aqueles que desejam um 
quadro de risco social e pobreza para a nossa gente. Somente o povo pode 
construir transformações sociais, mudando seus hábitos, se organizando e  
agindo, pois não podemos esperar que a solução venha destes homens do 
poder que nunca fazem nada pelo povo.

O Núcleo do Hip Hop de Viamão é um exemplo disso e vem a ser um 
movimento que serve de demonstração à comunidade, é possível sim se 
organizar e lutar, construir algo diferente no meio dos becos e vielas 
pobres da cidade.

LIBERDADE PARA A PRAÇA DA SANTA ISABEL, 
LIBERDADE PARA O POVO DE VIAMÃO,
LIBERDADE PARA AS PERIFERIAS DO MUNDO!

REVOLUÇÃO PERIFERIA!
NH2V- Núcleo do Hip Hop de Viamão (25/06/2014)

10417604_661757670581833_4243469143179005892_n

10431684_661755030582097_610397361303926757_n

Nota de CNA POA

Nós, apoiamos o uso liberado e autogestionado das ruas. Pouco a pouco nos acostumamos a privatização e proibição do uso das ruas e praças e isso só é assumir a dominação e a autoridade que o poder tem sobre nossas vidas. A luta pela recuperação do espacio de todos, das ruas e praças é importante e liberador. Força ai ao Núcleo Hip Hop de Viamão

Com algumas fotos dum dos companheirxs do Núcleo

Advertisements