La CNA POA publica a revista Kataklismx Nº 3

Apos quase um ano, publicamos o terceiro numero da revista da Cruz Negra Anarquista de Porto Alegre, Kataklismx.

Porem a revista já foi apressentada na feira do livro anarquista de Porto Alegre, agora difundimos a versão em pdf para descarregar.

KATAKLISMX NoTRES 3 (1)

para descargar

Advertisements

Novas detenções no territorio controlado pelo estado chileno

Nota da CNAPOA

Diante as novas detenções de companherixs afines, partilhamos a informação que vêm desde o território que tenta ser controlado pelo estado chileno. Mandamos uma força aos companheirxs que assumem com dignidade a detenção. São sempre a força que move nossos corações e a nossa raiva. A nossa solidariedade tá com vcs!

 

URGENTE: dois companheirxs detidos pelo incêndio criminoso em um ônibus da Transantiago. Chile

bus

No dia 7 de abril, as 02 horas , o ônibus transantiago Tour 2010 ficou completamente queimado na sua parada da Estação Central. Em poucos minutos, a policia pegou os companheirxs Natalia Collao (24) e Javier Pino (27 anos) acusando-os do incêndio em ruas próximas ao local .

De acordo com informações da imprensa e da policia, os companheiros abordaram o ônibus em Cuming e Alameda, em seguida, desceram na esquina Equador e Con, minutos antes do ônibus começar a se queimar. Segundo a polícia, o Motorista teria reconhecido elxs.

O caso foi levado pela Procuradoria Sul especialista em assuntos da miserável lei antiterrorista. Embora não esteja claro em que lei serão formalizadxs xs companheirxs, a Administração já lançou uma ação judicial sob a acusação de incêndio.

Ao momento deles passarem frente á carniça jornalística, tanto Natalia e Javier caminharam cabeça erguida contra o tumulto de abutres , com alta dignidade, Javier apontou alto: Abaixo a sociedade patriarcal e antropocêntrica !

A próxima audiência é na sexta-feira 10 de abril, às 10hrs. Atualmente tanto Natalia como Javier permanecem na triagem de San Miguel e Santiago 1, respectivamente.

 Solidariedade Insurgente comxs companheirxs Javier e Natalia !

Força e coragem compas!

 

Urgente. Nova prisão no caso contra Juan e Nataly. Enrique companheiro detido, acusado do ataque explosivo á estação do mero Las Condes

enrique

Às 14 horas do dia 06 de abril, os policiais pararam o parceiro Enrique Amadeo Alfonso Guzman na casa da sua família em Puente Alto. Esta detenção faz parte do processo contra Juan, Nataly e William , após a investida repressiva do 18 de setembro do ano 2014.

Enrique teria sido perseguido pela policia os últimos 25 dias, para rastrear e deter ele. Soube-se que Enrique era a visita de Juan e Nataly na cadeia, numa exibição da proibição dos relacionamentos e vínculos com companheirxs presxs, e a necessidade que tem o Estado de ilegalizar os afetos rebeldes.

Diante da imprensa Enrique se mostrou digno e com cabeça erguida, xingando aos jornalistas que assediaram ele.

A audiência pra formalização contra o companheiro será na Segunda-feira, 13 abril, 10 hrs.

 Solidariedade com Juan, Nataly e Enrique!!!

Retirado de Publicacion Refractario

https://publicacionrefractario.wordpress.com/

Adicionamos também uma nota da imprensa chilena onde pode se assistir un video do incêndio.

http://www.soychile.cl/Santiago/Policial/2015/04/07/314808/Investigan-incendio-de-un-bus-del-Transantiago-en-Estacion-Central.aspx

 

Diego Rios na rua, condenado sob julgamento abreviado

Depois de mais de cinco anos fugitivo acusado de posse de explosivos depois de ser traído por sua mãe, o anarquista Diego Rios é preso em 07 de fevereiro de 2015.

Depois de passar quase dois meses detido na Seção de Segurança Máxima, no dia 30 de março Diego consegue mudar a medida cautelar de prisão preventiva a prisão domiciliar pelas noites poucos dias antes do julgamento abreviado. Diego aceita posse de itens para a fabricação de explosivos, pelo qual foi condenado em 2 de abril de 2015 a 541 dias de prisão em modalidade de remissão, o que quer dizer na rua.

Abaixo as prisões e o sistema judicial!

Todxs xs pisionerxs anarquistas na rua!

 

Retirado de Publicación Refractario

https://publicacionrefractario.wordpress.com/2015/04/02/diego-rios-en-la-calle-condenado-bajo-juicio-abreviado/

Faixa e incêndio no túnel da Conceição. POA

Faixa e incêndio no túnel da Conceição. POA

A sociedade capitalista, democrática, industrial, devora tudo… seres vivos, terras, agua, ar. Tudo se transforma em mercadoria.

Seu modo imposto de viver e explorar, suas instituições, parlamentos, tribunais, exércitos, policias, constituições, espetáculos futebolísticos ou eleitorais, patrocinam este cenário devastador o qual combatemos de unhas e dentes.

Te querem cidadão, consumidor, eleitor, obediente e fiel a este ordem e progresso. Não contem com nós.

Estamos por todos os lados. Contra toda forma de autoridade pela libertação total, pela anarquia.

Prestamos nossa solidariedade com todxs perseguidxs, sequestradxs, sentenciadxs que como nós atacam ao poder, á autoridade, ao domínio, á todas expressões deste sistema.

Não temos receitas, temos sede. Toma tua vida nas tuas mãos. Autonomia, solidariedade. Palavra e ação.

Em consequência com estas palavras, no dia 24 de março, saímos em manada a pendurar uma faixa na qual não teve o espaço suficiente pra conter todos os nomes que estão nossos corações, e que foi retirada pela policia muito rápido pois sim teve o tamanho para prejudicar o trafego e o transito dos caminhões. Quase ao mesmo tempo impedimos o transito dos automóveis prendendo fogo dentro do túnel.

A faixa gritava:

NEM DERROTADXS

NEM ARREPENTIDXS

Diego Rios e todxs no chile, CCF e todxs na Grecia, Lavazza e todos na Espanha, Camenish, Ilya Romanov, Abraham e todxs no México, Ihar e Todos na Bielorrússia Alfredo-Nicola e todxs na Italia, Jock Paulfreeman.  

 

Não estavam todxs os que sentimos companheirxs na faixa, mas estão nossos corações. Força aos companheirxs em luta nas cadeias da Grecia!

Pela destruição de todas as cadeias

Corações marginais

Ke viva (A) anarquia

Sem imagens, sem registro. Só caos

 

Lienzo e incendio en el túnel de la concepción POA

La sociedad capitalista, democrática, industrial, devora toda.. seres vivos, tierra, agua, aire… Todo se transforma en mercancía.

Su modo impuesto de vivir y explotar, sus instituciones, parlamentos, tribunales ejército, policías, constituciones, espectáculos futbolísticos y electorales, patrocinan este escenario devastador que combatimos con uñas y dientes.

Te quieren ciudadano, consumidor, elector, obediente y fiel a este orden y progreso. No cuenten con nosotros.

Estamos por todos lados. Contra toda forma de autoridad, por la liberación total, por la anarquía

Mostramos nuestra solidaridad con todxs lxs perseguidxs, sequestradxs, sentenciadxs que como nosotros atacan al poder, la autoridad, al dominio, a todas las expresiones de este sistema.

No tenemos recetas, tenemos sed. Toma tu vida en las manos. Autonomía, solidaridad. Palabra y acción.

En consecuencia con estas palabras, el dia 24 de marzo salimos en manada a colgar un lienzo que no tuvo el espacio suficiente para recibir todos los nombres de lxs compañerxs que están en nuestros corazones y que fue quitada por la policía muy rápidamente porque si tuvo el tamaño suficiente como para perjudicar el ingreso de los camiones en el túnel. Casi al mismo tiempo, impedimos el transito de los automóviles prendiendo fuego en la avenida dentro del mismo túnel

El lienzo decía:

NI DERROTADXS

NI ARREPENTIDXS

Diego Ríos y todxs lxs compañerxs en Chile, CCF y todxs en Grecia, Lavazza e todxs en España, Camenish, Ilya Romanov, Abraham y todos en Mexico, Ilhar e todxs en Bielorusia, Alfredo ‘ Nicola y todxs en Italia, Jock Paulfreeman. (A)

 

No estaban todxs en el lienzo, pero están en nuestros corazones. Fuerza a los compañeros en lucha dentro de las prisiones en Grecia!

Por la destrucción de todas las cárceles.

Corazones marginales

Que viva la (A)narquia!

Sin imágenes, sin registro. Solo caos

 

Retirado de: Cumplicidade

http://cumplicidade.noblogs.org/

Solidariedade com o preso rebelde Rainer Loehnert, Alemanha

 

20140123-165303

Corre, homem, corre! – Uma tentativa de escapar de um lugar de aniquilação

 

No final de Janeiro Rainer Loehnert tentou fugir de uma instituição psiquiátrica forense. Infelizmente a tentativa falhou e desde então encontra-se detido na unidade de isolamento dentro de uma clínica psiquiátrica confinada; assim como uma prisão dentro de uma prisão.

Rainer tem 53 anos de idade e está preso há mais de 28 anos; actualmente encontra-se numa instituição psiquiátrica forense em Bedburg-Hau, uma pequena cidade no noroeste da Alemanha, perto da fronteira da Alemanha com a Holanda. Mas não desiste da luta pela (sua) liberdade!

Tinha participado numa greve de fome de solidariedade com as lutas dxs presxs na Grécia.

E agora agiu de acordo com o seu lema: “A anarquia e libertação total têm um preço!” (a partir de uma carta de Rainer, no final de Janeiro de 2015). Assim, voltou a confrontar-se com os “porcos de branco”, tomando a vida nas próprias mãos. Não queria esperar por outra avaliação psicológica humilhante, que certificasse a sua “periculosidade” e “doença mental” a intervalos regulares. E isto sucede independentemente se está e jogar pelas suas próprias regras ou a rebelar-se contra o “tratamento” em cativeiro. Uma parte desta avaliação perversa diz que o Estado/sociedade considere que é adequado trancar Rainer em isolamento, mesmo para toda a vida: “Você é um homem perigoso, senhor Loehnert!”. Também encherem-no com medicamentos é extremamente importante para os cabecilhas fascistas atrás dos bastidores e para a enfermagem e a equipa médica. Os efeitos colaterais prejudiciais (dos medicamentos) ou são “bons” para ser integrado na “terapia”, ou é novamente tratado com outros medicamentos. Não é de estranhar que escreva uma e outra vez que não sabe por quanto tempo vai aguentar ou sobreviver. Ainda recentemente, em Janeiro, pouco antes de sua tentativa de fuga, havia outra pessoa morta nesta clínica psiquiátrica forense: “foi cuidado até a morte”!

Já há mais de um mês que Rainer é mantido em isolamento e isso significa:

– Ser isolado dos outros detidos 24 horas por dia (só consegue ver enfermeiros)

– Não andar no pátio (e mesmo se for autorizado a ir ao pátio, só apenas algemado nos pulsos e pernas)

– Os seus pertences pessoais serem confiscados e os restantes alimentos irem deitados para o lixo

– As suas próprias roupas serem proíbidas, apenas pode usar o vestuário do hospital (conhecido como “vestido de anjo”) sobre o corpo

– Um cigarro, três vezes ao dia

–  Apenas uma caneta de ponta de feltro, papel

– Correio postal restrito (que tem de requerer à administração com antecedência, se quiser receber uma parte dela)

– Quatro câmaras de vigilância na sua cela, de noite, com infravermelhos

– Montagem no tecto com altifalante

– Em meados de Fevereiro, escreveu que recebeu um par de livros, pelo menos.

Rainer terá de enfrentar um outro julgamento, mas mantém a cabeça erguida. Não vão conseguir deitá-lo abaixo e através das suas cartas coloca-nos um sorriso nos lábios, todas as vezes, e encoraja-nos. Na sua última carta continua: “… é um longo caminho pela frente até que um grupo cause uma revolta ou uma insurreição; na Alemanha o sistema e os constrangimentos económicos e psicológicos estão realmente a afundar com as pessoas dentro, é preciso tempo, [mas] é possível [;] Sei isso”!

Ainda assim não deixaremos Rainer sózinho. Queremos lutar juntxs contra essa merda verdadeiramente repugnante da sociedade-prisão. Se quiser se juntar ao apoio, pode escrever-lhe, enviar-lhe algum dinheiro, irritar/atacar instituições psiquiátricas e/ou outras formas de prisão ou o que lhe vier à cabeça- para sabotar esta civilização que é tão hostil a todo o ser vivo.

Para lhe escrever:

Rainer Loehnert
Bahnstraße 6, 47551 Bedburg-Hau (Germany)

Solidariedade e saudações calorosas a Rainer!

Liberdade a Rainer!
Liberdade a todxs!
Morte à sociedade autoritária!

cúmplices anti-autoritárixs

Retirado de:

Revista anarquista abordaxe

https://abordaxe.wordpress.com/

e

Contrainfo. https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=Ayl16jTX_HQ

De Portugal até Grécia: Força para xs presxs em greve de fome

 

forca1

Na quarta-feira, 18 de Março de 2015, saímos às ruas para expressar a nossa solidariedade com a luta dxs grevistas de fome nas prisões gregas. No cais dos barcos de Cacilhas, na zona da cidade de Almada, deixou-se uma faixa onde se pode ler: “Força presxs na Grécia. Fogo às prisões! (A)”

Espalhados ficaram flyers (1, 2) por ruas e praças, jardins e passeios, de várias zonas de Almada e Lisboa, onde se apela à solidariedade através da luta anarquista: “Luta pela demolição total do Estado e do Capital // Luta sem trégua pela abolição de todas as prisões // Contra qualquer governo, contra todo o poder // Solidariedade com xs grevistas de fome nas prisões gregas // Cumprimento imediato das demandas dxs presxs na Grécia // De Portugal até Grécia, força para xs grevistas de fome // Resistência anarquista em todo o mundo // Fogo e explosões a todas as prisões!”

Retirado de Contrainfo

http://pt.contrainfo.espiv.net/2015/03/19/de-portugal-ate-grecia-forca-para-xs-presxs-em-greve-de-fome/

 

1 de Abril de 2015 – Chamada de solidariedade internacional pela Rede de Lutadores Presos na Grécia

primero-de-abril-dia-internacional-de-accion-con-los-huelguistas-de-hambre-en-grecia

 

Os anarquistas presos – participantes na Rede de Lutadores Presos (DAK) – Antonis Stamboulos, Tasos Theofilou, Giorgos Karagiannidis, Dimitris Politis, Fivos Harisis, Argyris Ntalios, Andreas-Dimitris Bourzoukos, Grigoris Sarafoudis e Yannis Michailidis, os membros da Luta Revolucionária Nikos Maziotis e Kostas Gournas, o membro da 17N Dimitris Koufontinas, os presos políticos turcos e os presos Giorgos Sofianidis e Mohamed-Said Elchibah encontramo-nos em greve de fome, lutando contra o regime de excepção especial legal e repressivo que o Estado grego impôs desde princípios de 2000.

Desde 2 de Março, começamos uma luta – em conjunto com companheirxs que se encontram fora dos muros – pela abolição das prisões de máxima segurança (tipo C), a abolição da legislação antiterrorista, a abolição da lei da capucha, e a mudança radical da metodología de toma e identificação do material genético, tal como a libertação do membro condenado da organização 17N Savvas Xiros que sofre de diversas lesões de gravidade.

A luta pelo cumprimento destas demandas é uma luta contra o núcleo do regime de emergência. É uma luta contra o núcleo do novo totalitarismo que foi implementado tanto na Grécia como a nível mundial, nos últimos 15 anos.

Reconhecendo que o contexto dos projectos da dominação ultrapassa as estreitas fronteiras geográficas dos Estados, apelamos a todxs xs compas de todo o mundo para apoiar a nossa luta.

Chamamos a todxs xs lutadorxs para passarem à ação a 1 de Abril, enviando desta maneira uma mensagem de unidade revolucionária.

VITÓRIA À LUTA DXS GREVISTAS DE FOME

CUMPRIMENTO DE TODAS AS DEMANDAS

PELA DESTRUIÇÃO DO ESTADO E CAPITAL

Rede de Lutadores Presos (DAK)

 

Retirado de: Contrainfo

http://pt.contrainfo.espiv.net/2015/03/28/1-de-abril-de-2015-chamada-de-solidariedade-internacional-pela-rede-de-lutadores-presos-na-grecia/

 

 

Greves de fome nas prisões gregas

Post retirado de Contrainfo.

http://pt.contrainfo.espiv.net/2015/03/12/greves-de-fome-nas-prisoes-gregas/

solidariedade1

Contra Info continuará a seguir e divulgar as atualizações das greves de fome que se estão a levar a cabo nas prisões da democracia grega. Aqui se deixa os links das notícias relacionadas de forma a facilitar a sua difusão. Fazemos uma chamada à solidariedade revolucionária e internacionalista com todxs xs grevistas de fome:

Kostas Gournas e Dimitris Koufontinas declaram-se em greve de fome

Nikos Maziotis declara-se em greve de fome

Comunicado de início de greve de fome pela Rede de Lutadores Presos

Presas em abstenção de comida solidária nas prisões de Neapoli, Creta

Comunicado dxs membros presxs da CCF de anúncio de greve de fome

Familiares de membros da CCF em prisão preventiva

O anarquista Panos Michalakoglou em abstenção de comida

A anarquista Angeliki Spyropoulou declara-se em greve da fome

A CCF apoia a greve de fome coletiva de presos combativos

Angeliki Spyropoulou e Christos Rodopoulos em prisão preventiva

Texto de Nikos Maziotis sobre a greve de fome da CCF

Detido Christos Polidoros, irmão do membro da CCF Giorgos Polidoros

Crónica breve dos últimos dias

O anarquista Grigoris Sarafoudis entra em greve de fome

Libertado o irmão do membro da CCF Giorgos Polidoros

Presos comunistas da Turquia em greve de fome

Dimitris Politis e Andreas-Dimitris Bourzoukos juntam-se à greve de fome da DAK

– Relatórios médicos: Giorgos Sofianidis e Dimitris Koufontinas (11/03) | Presxs da CCF e Angeliki Spyropoulou (13/3) | Argyris Ntalios (27/3)

– Gestos de solidariedade internacional: Madrid | Montevideo

FOGO ÀS FRONTEIRAS – FOGO ÀS PRISÔES!

Vicente, membro da FAG é condenado a 1 ano e seis meses de prisão por dano ao patrimônio e crime ambiental.

01

Para além das diferenças de práxis que tenhamos com essa instituição política que se assemelha mais a um partido de ultraesquerda que a uma organização anarquista, vemos necessário informar a situação de Vicente que possivelmente passará mais de um ano atrás das grades.

Vicente foi condenado a um ano e seis meses de prisão acusado de dano ao patrimônio e crime ambiental. Vemos nessa condenação um intento de criar um exemplo, mostrando o que acontece com quem assume uma postura de enfrentamento ao poder. Buscam assim paralisar com medo as mais diversas manifestações de revolta.

Reafirmamos que nossa solidariedade vai em direção a quem não abaixa a cabeça frente à autoridade.

A modo de informações e incentivando ao espírito critico de cada quem, colocamos o link do blog da FAG com o artigo que detalha a situação de Vicente.

http://www.federacaoanarquistagaucha.org/?p=1077

Santiago, Chile: Companheiro Diego Ríos preso após cinco anos e meio em fuga

forza1

Sábado 7 de Fevereiro, 2015
O companheiro anarquista Diego Ríos encontrava-se na clandestinidade desde 2009, quando se deu a sua fuga, após a sua mãe ter encontrado materiais para a elaboração de engenhos explosivos, num departamento da sua propriedade e dera aviso à polícia.  Durante esse ano o companheiro enviou três comunicados reafirmando as suas posições contra o poder e toda a autoridade, em seguida deixou de escrever publicamente  ao meio anárquico/anti-autoritário.

A única informação disponível, nos anos seguintes, era proveniente da imprensa burguesa, juntamente com a da polícia, a qual era típica dos jogos de tentativa de intimidação e perseguição realizadas pelo Estado / Capital.

Durante o dia de hoje (07/02/2015) foi desencadeada uma operação policial, na cidade de La Ligua (Província de Petorca, região de Valparaiso), acabando com a sua fuga que sempre esperámos ser para sempre, capturando o companheiro.

Inteiradxs da situação, cheios de raiva e impotência, só nos ocorreu realizar um gesto mínimo solidário com o companheiro, o qual consistiu na elaboração de alguns cartazes, esperando que aquilo se replique.

Para finalizar, acreditamos que se deva ficar atentx às manobras do poder e de todos os seus aparelhos de controle – que começaram já a mover as suas peças – é necessário não se ficar pelas palavras nem pelo imobilismo, está na hora de actuar.

Um saudação ao companheiro Diego, força e integridade!

Coletivo Luta Revolucionária.
lucharevolucionaria[arroba]riseup.net

 

Retirado de: Contrainfo

http://pt.contrainfo.espiv.net/2015/02/09/santiago-chile-companheiro-diego-rios-preso-apos-cinco-anos-e-meio-em-fuga/